terça-feira, 18 de abril de 2017

O jogo de avião 1- O romance rápido

Olá a todos hoje irei fazer uma coisa diferente. Há relativamente pouco tempo fiz uma viagem de avião e tive a ideia de fazer um jogo comigo mesma ( mas se tivesse sido com outra pessoa ainda tinha sido melhor), o jogo consistia no seguinte: eu escolhia uma pessoa qualquer do avião e criava-lhe uma história, mas neste caso não era fictícia. Então foi isso que eu fiz escolhi em vez de uma duas pessoas um rapaz alto, muito magrinho e que parecia nervoso e uma rapariga alta, com um corpo lindo e cabelos loiros que pareciam ouro. O meu colega do lado parecia muito interessado naquela rapariga, pois não fazia mais que lançar-lhe olhares de amor, definitivamente achava que eles os dois eram um bom para ( apesar de não os conhecer). A rapariga chamava-se Maria e o rapaz chamava-se João. Maria apanhou aquele voo que ia a Barcelona para poder  ir visitar a sua mãe que estava muito doente e para além disso ela tinha de lhe levar um pouco de dinheiro e alguns medicamentos para ela se recuperar, mas surgiu um problema os do aeroporto enganaram-se no estava no bilhete, naquele bilhete estava viagens simples sem mala no porão , tendo Maria que pagar com algum dinheiro que levava para a sua mãe. João era diferente um jovem de medos e preocupações sempre preocupado com tudo e muito perfeccionista ele dirigia-se para Barcelona para fazer uma entrevista de trabalho a um novo emprego, mas estava muito nervoso por isso ele praticamente ia o voo todo a ler e a reler os guiões para a entrevista (isso sem contar com o tempo que passava a olhar para Maria). Finalmente depois de uma hora e meia de voo chegaram a Barcelona ( e eu também), os dois tinham saído quase os primeiros um atrás do outro, sem sequer se conhecerem ( parecia a força do destino, que queria que os dois se unissem). De repente João deixou cair no chão todos os papéis dos vilões para a entrevista e Maria correu para as apanhar. Já tinham saído do aeroporto os dois( mas mesmo assim ainda insisti em continuar o jogo) Maria foi de táxi e João de autocarro os dois para o mesmo hotel, ( mas isso nenhum dos dois sabia, é o que eu digo parece mesmo o destino a fazer das suas) só souberam quando se viram a entrar nos quartos. Foi então que Maria teve a ideia de o conhecer porque pelos vistos ela também estava apaixonada sem saber ( amor à primeira vista), escreveu-lhe uma pequena nota e deixou-a à porta do quarto do João, a nota dizia: " Olá eu sou Maria vimonos no aeroporto fui eu a rapariga que te ajudou a apanhar todos aqueles papéis, desde esse momento queria conhecer-te melhor. Se também queres conhecer-me melhor liga a este número ### ### ###."
João ligou com o coração na mão e tiveram uma conversa muito longa( tão longa que os do hotel tiveram de os chamar a atenção por estar a incomodar os vizinhos às duas da manhã ). Combinaram os dois para um café,  conheceram-se melhor, namoraram como os dois se adoravam casaram-se e queriam ter uma pequena família tiveram um filho chamado Manuel e um cãozinho chamado Lior. João também foi visitar a sua sogra ( mãe de Maria) e ajudou Maria a pagar os tratamentos, até que a mãe de Maria ficou curada. João fez a entrevista de trabalho já muito mais calmo com a ajuda de Maria e conseguiu um trabalho numa empresa muito famosa. Os quatro( Maria, João, Manuel e Lior) viveram felizes para sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário